Vai embora...

segunda-feira, 30 de novembro de 2009 às 16:33
É cada dia mais fácil fingir que você nunca passou na minha vida. Então agora, tchau. Vai embora. A nossa história já chegou ao fim. Não quero mais ter que acordar todas as manhãs sentido a sua falta. E devo dizer que isso está ficando fácil de acreditar. As vezes eu caio do cavalo, já que por de trás de toda essa máscara de coragem e auto-suficiencia eu escondo um garoto com medo de te perder.

Mas foi você quem quis assim por primeiro. Então, por favor, não volte atrás nessa decisão. A ferida criada pela primeira vez, cura com uma certa facilidade. Mas se eu ficar insistindo, acho que ela nunca se fechará. Então agora, tchau. Vai embora.

Seja como for, não te odeio. Nem te adoro. E prefiro passar os dias achando também que não te amo. Que nunca te amei. Se deixei de ir onde sei que você vai estar, é por que evito sim, te encontrar. Não tenho medo de dizer isso. Assim como não tenho medo de pedir para você me deixar em paz. Você me abandonou uma vez, então continue assim. Não é como se eu me tornasse uma criança sem pais.

Tá certo, as vezes é realmente difícil esquecer. Eu tento imaginar como você é ruim mas.. Deus! Como isso é difícil. Eu só tenho as boas recordações. Acho que vou te amar pra sempre. Mas isso não quer dizer que vou só te amar. Provavelmente com o tempo eu - espero profundamente que- tenha uma outra cara-metade.

Serei feliz. Terei alguém. E eventualmente esse alguém pode me abandonar também. O ciclo se repetirá. Ou não, poderei ser feliz para sempre.

Talvez você também seja feliz. Portanto, para o nosso próprio bem, me esqueça. Siga com sua vida que eu sigo com a minha. Se nos cruzarmos ao acaso, por favor, finja que não me conhece. Se não conseguir fingir, então faça de conta que somos e sempre fomos apenas amigos. Se não conseguir, simplesmente cruze a rua para não me encarar. Ou ande reto, eu cruzarei a rua primeiro.

Vou tentar te esquecer. Prometo - para mim mesmo - que essa é a última vez que perco tempo pensando, falando e escrevendo sobre você. Então agora, tchau. Vai embora.

(...)


E eu já te superei.

1 Responses to Vai embora...

  1. POHL (SBL) Says:

    não, vc nao me superou, o que vc nao consegue intender é que tudo que aconteceu foi apenas mais um mal intendido, um celular, e se eu ter cruzando a rua. pode ter certeza de que vou correr atras de vc!