Delírio

terça-feira, 18 de maio de 2010 às 13:24
Ver através das pessoas. Ver as pessoas, o que cada um realmente é por trás da sua máscara. Todos nós fingimos ser algo que não somos para agradar os outros. O problema é que, depois de tanto tempo fingindo assim, esquecemos quem nós somos realmente. Somos sangue, carne, osso, desejo, raiva, tudo junto e misturado num único corpo, numa única mente. Será?

Somos um fogo ardendo, pedindo para ser alimentado de todas as maneiras possíveis. Queimamos a quem nos toca, mas nos queimamos se o fogo do outro for mais forte. Somos água. Um balde de água fria na cabeça de alguém. Com uma única frase, podemos afogar a alegria de uma pessoa, ou afogar a pessoa em alegria.

Somos muitos dentro de um só, sendo quem convém a cada momento. Somos únicos dentre iguais. Animais, por existência. Humanos por opção. Somos a raça que se classifica e classifica aos outros. Nos importamos com os outros, com suas opiniões. É uma pena que a gente faça isso da pior maneira possível.

E tudo isso para que? Para chegarmos no final dessa vida, para irmos além e não levarmos nada. De tudo o que batalhamos, de tudo pelo que brigamos, só levamos uma coisa: a nossa história.

E então eu voltei a prestar atenção na aula.

---------------------------------------------

Acho que eu nunca fiz uma propaganda no meu blog, pelo menos, não abertamente. Pois bem, ontem eu conheci uma campanha que está acontecendo nos EUA e está se estendendo a vários outros países do mundo. Não vou entrar em detalhes dela, pois o site explica tudo muito bem. Quem entende bem inglês, vale a pena conferir: http://www.wegiveadamn.org

3 comentários

  1. De fato ninguém é um só.

    Já pensei muito nisso, já tentei visualizar todos os meus 'eus', e olhe que não são poucos.

    Claro que não consegui enxergar todos, não dá pra saber onde termina um e começa outro, eles se confundem. Já não sei mais quem inventei e quem é natural...

    Como você mesmo disse, as 'personalidades' se confundem, a ponto de não sabermos mais quem somos originalmente.

    Ainda bem que não sou só eu que sou assim. KKKKKK

    A propósito, será que você encontrou um fogo mais forte que o seu, capaz de te queimar? Será que o balde é capaz de te afogar?

    Posso estar enganado, claro, mas acho que você se deu conta de que usava uma máscara (como todos nós); que por mais que você tente disfarçar, você é também feito e carne, osso, e sentimentos.

    Será?

    Será que é o que eu tô pensando?

  2. Não, não é.

  3. Kd os novos delírios? =p