Paralelas

sábado, 20 de abril de 2013 às 11:02
Eu sei que você está aí. Você está aí, em algum lugar desse mundo enorme. Você, que assim como eu, está esperando. A gente senta e espera a pessoa certa aparecer. Mas ela não aparece. E os dias vão passando. E você vai acreditando que a pessoa certa não existe. Aí os dois decidem se levantar e continuar a vida.

E finalmente eu te encontro. Mas já nem percebo, pois desisti de te procurar. Você deveria chegar com o soar de uma corneta, com uma música romântica, com estrelinhas que brilham ao seu redor e anjos que voam felizes. 

Mas nada disso acontece... E o meu coração que há muito tempo já é pedra, bate uma única vez, quase imperceptível. Mas o sentimento já me é tão estranho que nada faço. E você tem a mesma reação.

E nós dois nos olhamos, nos identificamos, nos cruzamos e seguimos os nossos caminhos separados. Mas espera... O nosso caminho não é junto? Não seria na mesma direção? Seguimos então em paralelas. E paralelas se cruzam no infinito.

Espero a vida inteira, meu coração bate, de vez em quando, para me lembrar que você está aí, em algum lugar. E eu estou pronto para você. Só falta te achar. Estou te esperando. Pode vir. Eu sei que as nossas paralelas vão se cruzar algum dia. Até breve. Até o infinito...